Sobre o fevereiro

Fevereiro é o segundo mês dos anos normais. É um mês no qual não se pode confiar nada, porque nuns anos tem uns dias e, depois, num ano ao calhas tem mais um dia! Na verdade, o meu pai diz que isso acontece de quatro em quatro anos, mas como eu só vi isso uma vez, ainda desconfio.

fevereiro
Fevereiro é o mês em que acontecem coisas muito espetaculares, como por exemplo, coisas importantes nos países lá fora e cá dentro. Continua a haver muito frio, por isso é um mês chato. No entanto, há um dia em que este mês é divertido, e é no dia 14. Esse é o Dia dos Namorados, e eu divirto-me sempre muito. Primeiro, porque na escola onde ando – o meu pai diz que é o infantário, mas como não vi lá nenhum infante, é escola, porque somos todos escolares – eu posso dar um beijinho na boca à Matilde. O meu primo Zé diz que Matilde é nome de gorda, mas ele não percebe nada. Ele até gosta da Mónica que tens os olhos tortos! É um parvo, o Zé.

O Dia dos Namorados também é bom porque vou sempre dormir a casa dos avós e vemos os filmes a preto-e-branco que eles gostam. Eu vou lá dormir porque os meus pais vão jantar fora, ver um filme, namorar e conversar sobre coisas importantes, tudo num só dia. OS filmes que eu vejo em casa do meus avós têm sempre caubóis e índios, porque o meu avô gosta muito desses e daqueles que mete senhoras com saias curtas e a levar tau-tau dos senhores que vão as restaurantes. A minha avó não gosta desses e prefere falar com a vizinha Roberta, que é um cusca de primeira e sabe a vida de toda a gente. É assim como se fosse um detective dos filmes, mas com mais bigode e saia.

O fevereiro tem também o Aquário como signo e um outro que agora não lembro. Espera, já fui ver. É o Peixes. O bacalhau também é um peixe, mas como nada todo aberto, que parece um triângulo, muita gente pensa que não é peixe. Há quem pense que bacalhau é um passou-bem, o que é estúpido.

Há alguns anos em que o Carnaval calha no mês de fevereiro. Acho mal que andem sempre a mudar de um ano para o outro, porque nós queremos fazer planos e, depois, temos de andar a alterar feitos parvos. O Carnaval é divertido porque posso-me mascarar de homem-aranha. O meu pai no Carnaval faz sempre a mesma piada e diz que se vai mascarar de morto: todo nu e com uma etiqueta no dedo do pé. Não percebo…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *